About SBCPD

The Brazilian Society for the Science of Weed Plants (SBCPD) gathers associates linked to teaching, research and extension activities ranging from information and services in phytotechnics and phytosanitary, to the commercialization and registration of chemical products, economics and "marketing ”, public health, ecology, genetics, technology and several other areas related to this field of science. The great diversity of areas, the wide intersection and the strong interaction between them, denotes the scope and complexity of their interrelationships.

Herbicides represent more than half of total agrochemicals sold in Brazil, characterized by a financial volume exceeding 3 billion. The rational use of herbicides prevents significant losses, from 5 to 90%, in the production of the main crops, due to the interference imposed by weeds.

However, despite its technical-scientific and economic expressiveness, the Science of Weeds, historically, is not favored by a substantial number of professionals working in basic areas, especially in public institutions of teaching, research and extension. In departments or administrative divisions, there is always an expressive majority of professionals working in entomology and phytopathology, compared to matology. Possibly this is due to the younger age of this branch of science.

SBCPD

In view of the above, it is imperative that the SBCPD and its members work focused in order to build greater representation with public and private commissions and bodies, responsible for the most important decisions at the national level, in addition to aiming up to great international recognition.

It is necessary that everyone, Board of Directors and Associates, engage with the Faculties of Agronomy, making them see the need to add the teaching of biology and weed management in the training grid of their professionals. In this sense, the SBCPD page, which definitively becomes the domain of the members, can become an important point of reference for exchanging information with the administration. The supply to be done, dynamically, on the referred site, is a task to be taken on by all who aim at the advancement of this area of ​​science as a whole and of its professionals, in particular.

Word from the
President


Dr. Aldo Merotto Jr.

A Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD) é a sociedade científica oficial do Brasil, reconhecida pelos órgãos competentes, que trata de assuntos científicos relacionados a plantas que interferem na produção de alimentos e em outras atividades. Plantas daninhas são plantas que vegetam em conjunto e interferem com as culturas agrícolas e causam prejuízos caso não sejam controladas. Também são consideradas como plantas daninhas aquelas que ocorrem em locais viários, ambientes aquáticos, áreas de preservação e cidades, e que causam prejuízos diversos. Vários estudos indicam que os efeitos das Plantas Daninhas diminuem a produção de alimentos em 15% em países desenvolvidos e 35% em países em desenvolvimento. Os impactos causados pelas plantas daninhas interferem diretamente com a forma pela qual se faz agricultura e diminuem a disponibilidade e aumentam os custos de alimentos e produtos destinados a produção de energia, fibra e diversos outros compostos.

A Agricultura no Brasil passou por muitas mudanças nos últimos anos. Deixamos de ser um país importador e dependente para ser um país exportador e, principalmente, autossuficiente na produção de alimentos. O custo real da cesta básica caiu aproximadamente 50% nos últimos 40 anos. A maior disponibilidade e o menor preço real dos alimentos são grandes benefícios do setor agrícola para a população. Outro benefício é o ingresso de receitas através da exportação de produtos agrícolas que favorecem as pessoas diretamente envolvidas com a produção, mesmo no interior de pequenos municípios, e indiretamente também tem benefícios para toda a população através do aporte de recursos ao país.


A forma pela qual se faz agricultura no mundo e o Brasil mudou e continua mudando. Vários problemas foram resolvidos em função dos avanços recentemente obtidos. Os problemas causados por Plantas Daninhas que no passado eram secundários e facilmente resolvidos, mas atualmente são considerados pelos produtores como sendo de grande importância e decisivos para o adequado desempenho das culturas. Uma das várias grandes mudanças na Agricultura é a forma de controle de Plantas Daninhas. A grande demanda de mão-de-obra associada a capina manual ou com tração animal e os efeitos devastadores do preparo do solo ou da capina mecanizada foram alterados com o advento dos herbicidas. Grandes desafios do uso destes produtos em relação a sustentabilidade ambiental, aos efeitos de toxicologia e a resistência das Plantas Daninhas são assuntos atuais de investigação a aprimoramento. Novos métodos químicos, físicos, biológicos e moleculares de controle de Plantas Daninhas apontam a para novas mudanças que novamente terão grande impacto na evolução da agricultura e na disponibilidade de alimentos para a população.


A SBCPD, em atendimento a sua missão, possui compromisso com o avanço da agricultura do Brasil para proporcionar segurança alimentar e produção sustentável com foco na preservação ambiental. Como sociedade científica, a SBCPD tem o compromisso de zelar pela agricultura e pela clareza de informações baseadas no método científico de processos relacionados a sua área de atuação. A SBCPD objetiva desenvolver e fomentar atividades relacionadas a Ciência em todas as suas esferas sobre assuntos relacionados com Plantas Daninhas.


A internet é grande ferramenta atual de comunicação entre a população e entre cientistas. A divulgação do conhecimento é tão importante quanto a sua própria produção. Esperamos que os sócios da SBCPD, a população brasileira, e usuários de outros países desfrutem das informações disponibilizadas nesta página de internet da SBCPD de forma a utilizar os conteúdos para obtenção de conhecimento existente, produção de novos conhecimentos, e divulgação das informações para produtores e sociedade em geral.

Mission of SBCPD

Bring together professors, scientists, technicians, students and individuals and companies interested in promoting and encouraging research, teaching and extension in the field of Weed Science and its application for the benefit of humanity;

Promote studies and research in the area of ​​Weed Science, aiming at scientific advancement and the benefit of the association at national and international level;

Encourage the improvement of teaching in the field of Weed Science, at the technical, undergraduate, postgraduate and postdoctoral levels;

Maintain contact with institutes and associations of Weed Science and related sciences in the country and abroad;

Edit journals for the publication of scientific and didactic papers in the field of Weed Science;

Edit the SBCPD newsletter;

Encourage the dissemination of knowledge about Weed Science through the publication of books, monographs, newsletters, electronic media and others;

Archive documentation about association history;

Reward members who provide relevant services to teaching, research and extension to the Science of Weeds

Disseminate technical-scientific results of interest in the field of Weed Science;

Cooperate with other societies and related organizations, in the search for solutions to common problems and for technical dissemination of the Science of Weeds;

Hold congresses, conferences, seminars, courses and round tables for professional updating and improvement, in addition to issuing opinions and performing technical work in general, including serving as official representative of the Weed Science Area with official bodies such as the Ministry of Agriculture, IBAMA and ANVISA.

Board of the SBCPD

Board - Biennium 2021/2022



Management



President

Aldo Merotto Jr (UFRGS)


1ª Vice President

Caio Antonio Carbonari (UNESP)


2ª Vice President

Luis Antonio de Avila (UFPEL)


1ª Secretary

Marcelo Nicolai (AGRO DO MATO)


2ª Secretary

Rafael Pedroso (USP)


1º Treasurer

Nubia Maria Correia (EMBRAPA)


2º Treasurer

Arthur Arrobas (UFPR)




Consulting Board

Patricia Andrea Monquero (UFSCAR)
Pedro Jacob Christoffoleti (AGROCON)
Benedito Noedi Rodrigues (IAPAR)
Décio Karam (EMBRAPA - Milho e Sorgo)
Robinson Antonio Pitelli (Ecosafe)
Dionísio Luiz Pisa Gazziero (EMBRAPA - Soja)

Fiscal Council

Pedro Luis da Costa Agiuar Alves (UNESP)
Naiara Guerra (UFSC)
Anderson L. Cavenaghi (UNIVAG)

Alternates of the Fiscal Council

José Barbosa Santos (UFVJM)
Ana Carolina Dias Guimarães (UNEMAT)

Regional Representatives

North
Thiago Andrade (UFPA)
Mariana Casari Parreira (UFPA)

South
André Ulguim (UFSM)
Giliardi Dalazen (UEPG)

Midwest
Adriano Jakelaitis (IFGoiano)
Sidnei D. Cavalieri (EMBRAPA Algodão)

Southeast
Leandro Tropaldi (UNESP)
Camila Pinho (UFRRJ)

North East
Daniel Valadão (UFRESA)
Maria Rosângela Malheiros Silva (UEMA)

Magazines

Advances in Weed Science
Aldo Merotto Jr
Anderson L. Nunes
Carlos E. Schaedler
Carol Ann Mallory-Smith

Weed Control Jornal
Daniel Valadão Silva
Guilherme Braga

Newsletters

Boletim Informativo
Rafael Munhoz Pedroso

Meet our Statute


Read about the functioning and methodologies of SBCPD