CRISPR – pode revolucionar a agricultura

A CRISPR (do inglês Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats), uma técnica descoberta em 2012 por Jennifer Doudna. É uma tecnologia de edição de genoma que permite identificar genes de interesse no DNA de qualquer espécie e modificá-lo de acordo com as necessidades da pesquisa, sem a inclusão de genes de outras espécies. Em linhas gerais, a edição de genomas permite desenvolver culturas agrícolas resistentes a pragas, corrigir genes defeituosos em animais e reescrever genomas inteiros de microrganismos.

CRISPR – pode revolucionar a agricultura  »

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil alertou que, anualmente, 1,3 bilhão de toneladas de comida é desperdiçada ou se perde ao longo das cadeias produtivas de alimentos.

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil alertou que, anualmente, 1,3 bilhão de toneladas de comida é desperdiçada ou se perde ao longo das cadeias produtivas de alimentos. Volume representa 30% de toda a comida produzida por ano no planeta.

De acordo com Juliana Dei Svaldi Rossetto, responsável pelo tema junto à FAO no Brasil, a Agenda 2030 da ONU conta com um item específico para enfrentar o problema.

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil alertou que, anualmente, 1,3 bilhão de toneladas de comida é desperdiçada ou se perde ao longo das cadeias produtivas de alimentos.  »

MENSAGEM FINAL I SIMPÓSIO DE MANEJO INTEGRADO DE PLANTAS DANINHAS DO SUDOESTE DO PARANÁ

A Comissão Organizadora do I Simpósio de Manejo Integrado de Plantas Daninhas do Sudoeste do Paraná, realizado entre 21 e 23 de março de 2018, em Pato Branco (PR), efetua abaixo uma breve avaliação do evento.

Para isso, foram coletadas as impressões de participantes, expositores, entidades representativas da região, durante e após a conclusão do evento.

Durante o simpósio, foram ministradas 11 palestras, por renomados pesquisadores e professores, divididas em quatro temas distintos: fundamentos do manejo integrado e aplicações;

MENSAGEM FINAL I SIMPÓSIO DE MANEJO INTEGRADO DE PLANTAS DANINHAS DO SUDOESTE DO PARANÁ  »

Novo caso de biotipo com resistência multipla

Prezados,

A SBCPD foi comunicada de um novo caso de biótipo apresentando resistência múltipla.

Segue a informação:

“Por meio deste, comunicamos a Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas a
confirmação de um novo caso de resistência da espécie Conyza sumatrensis (buva) no Brasil. Trata-se de
resistência a cinco diferentes herbicidas, sendo eles: paraquat, saflufenacil, 2,4-D, diuron e glifosato.
O biótipo foi coletado em novembro de 2016 na região de Palotina/PR,

Novo caso de biotipo com resistência multipla  »

Novo aplicativo para manejo de plantas daninhas – Nufarm

A empresa australiana Nufarm, presente entre no mercado de defensivos agrícolas, participa no período de 20 a 23 de março da edição 2018 do Show Safra, na cidade de Lucas do Rio Verde (MT). A companhia leva ao concorrido evento da Fundação MT um diversificado portfólio de tecnologias para as culturas de soja e milho. A equipe da empresa também faz no local o lançamento oficial do aplicativo de última geração WeedApp, uma ferramenta de suporte ao manejo de plantas daninhas.

Novo aplicativo para manejo de plantas daninhas – Nufarm  »

Soja transgênica da Monsanto será resistente a três herbicidas

– A mais nova variedade de soja geneticamente modificada da Monsanto está passando por mais um ajuste.

A maior empresa de sementes do mundo informou que a soja Xtend desenvolverá tolerância ao herbicida chamado glufosinato em um prazo de dois a três anos, disse Robb Fraley, diretor de tecnologia da Monsanto, em uma teleconferência realizada com repórteres nesta quinta-feira. A soja Xtend, que segundo a Monsanto será plantada em 16,2 milhões de hectares nos Estados Unidos neste ano,

Soja transgênica da Monsanto será resistente a três herbicidas  »

Iniciativa 2,4-D vai ampliar treinamentos para o meio digital em 2018

Desde 2014 oferecendo capacitações presenciais sobre o uso da molécula 2,4-D e de boas práticas na aplicação de defensivos, a Iniciativa 2,4-D planeja expandir seus treinamentos para o digital em 2018. “Já temos o site da Iniciativa, mas queremos capilarizar mais as informações. Vamos desenvolver módulos de treinamentos digitais e levar o conhecimento para um número maior de pessoas”, diz Ana Cristina Pinheiro, coordenadora do grupo, que é formado por representantes das empresas Dow AgroSciences e Nufarm.

Iniciativa 2,4-D vai ampliar treinamentos para o meio digital em 2018  »