Comitê de recurso vai tentar resolver impasse no glifosato

Terminou num impasse a reunião de peritos dos 28 países da UE, quinta-feira, em Bruxelas, sobre a renovação da licença de herbicidas à base de glifosato, que a Organização Mundial de Saúde diz ser potencialmente cancerígeno. Um comité de recurso será agora consultado.

“Não esperamos a posição dos Estados-membros mudem nesta altura. A Comissão deve ouvir-nos e mudar sua proposta para uma proibição de glifosato”, disse a ativista da Greenpeace, Franziska Achterberg.

Questionada pela euronews sobre se espera que o comité mude o rumo da negociação,

Comitê de recurso vai tentar resolver impasse no glifosato  »

Glifosato e a incidência de câncer

Um estudo de longo prazo sobre o uso do herbicida glifosato por trabalhadores agrícolas não encontrou nenhuma relação entre a exposição do pesticida e o câncer. A pesquisa, publicada no Journal of the National Cancer Institute, dos Estados Unidos, não encontrou ligação entre o herbicida mais usado no mundo e “qualquer tumor sólido ou linfóide maligno, incluindo o linforma não Hodgkin e seus subtipos”.

O estudo ainda afirma “que há alguma evidência de risco de crescimento de leucemia mileóide aguda entre o grupo dos mais expostos”,

Glifosato e a incidência de câncer  »

Argentinos lançam 1º sorgo tolerante a herbicida

O sorgo é um dos cultivos mais importantes na Argentina, mas sua produção é limitada pelo controle deficiente de pragas. A Advanta Seeds lançou a solução Igrowth para combater o problema. Trata-se de uma semente tolerante a herbicidas que controlam gramíneas em pós-emergência que competem com o cultivo.

 “É uma tecnologia nova, já que no momento não existia uma ferramenta assim para o controle de pragas no sorgo, mas somente desenvolvimento de melhoramento genético convencional. Argentinos lançam 1º sorgo tolerante a herbicida  »

Nufarm compra portfólio da Syngenta e Adama na Europa

A indústria de agroquímicos Nufarm anunciou a compra do porftólio de defensivos da Syngenta e da Adama por US$490 milhões, como forma de aumentar sua presença no mercado europeu.

O portfólio, que deverá gerar uma receita anual de US$195,28 milhões para a empresa, é composto por mais de 50 produtos, entre herbicidas, fungicidas e inseticidas.

Embora nenhuma operação física, além dos produtos, tenha sido transferida nessa transação, a Nufarm também deve comprar o inventário de produtos existentes por cerca de US$50 milhões após a conclusão do negócio,

Nufarm compra portfólio da Syngenta e Adama na Europa  »

Noticias do II Simposio Nacional de plantas daninhas em sistemas de Produção Tropical

O II Simpósio Nacional sobre Plantas Daninhas em Sistemas de Produção Tropical e V Simpósio Internacional Amazônico sobre Plantas Daninhas foi realizado nos dias 28 e 29 de setembro de 2017, no anfiteatro do IFMT, em Alta Floresta, Mato Grosso. O evento foi uma realização da Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD) e organizado pela UNEMAT (Presidente do evento), EMBRAPA, SECITEC, IFMT e UFMT, tendo como tema “Estratégias de Manejo de Plantas Daninhas para Novas Fronteiras”.

Noticias do II Simposio Nacional de plantas daninhas em sistemas de Produção Tropical  »

Aprovada 1ª soja resistente a lagartas e tolerante a 3 herbicidas

Uma nova variedade de soja Bt foi aprovada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), na reunião plenária de agosto, para plantio, consumo humano e animal. Além da resistência a insetos, esse grão geneticamente modificado (GM) apresenta tolerância aos herbicidas glifosato, glufosinato de amônio e ácido diclorofenoxiacético (2,4-D). É o primeiro produto liberado pela CTNBio que tem ação contra insetos e tolerância a esses três tipos de defensivos químicos.

Essa soja GM já tem liberação comercial na Argentina desde o ano passado,

Aprovada 1ª soja resistente a lagartas e tolerante a 3 herbicidas  »

Demora na aprovação de agrotóxicos prejudica combate a pragas

Atualmente, os defensivos agrícolas representam 42% do custo de produção da cultura do algodão no Brasil, semelhante ao que ocorre em outras culturas. A cada ano, são protocolados no sistema 400 novos pedidos de registro pelas empresas fabricantes. Em 2016, desse total, apenas 277 produtos foram registrados, sendo que, destes, apenas cinco são produtos novos, que representam inovação para o controle de pragas e doenças. O restante é composto de produtos genéricos e técnicos, ou seja,

Demora na aprovação de agrotóxicos prejudica combate a pragas  »

Nova parceria da SBCPD

A SBCPD estabeleceu parceria com a empresa GoodDeal Consultorias-  (https://www.gooddealconsultoria.com)  e a partir de agora, os associados ativos, desde que apresentado o certificado que esta em dia com a anuidade (certificado pode ser emitido na área de sócios), terá 10% de desconto em serviço de tradução, versão e revisão de textos e 10% de desconto em aulas de inglês na modalidade individual online.

Aproveitem e fiquem em dia com a SBCPD!!

Nova parceria da SBCPD  »

Bayer leva tecnologia para a lavoura

Digital Farming

Digital Farming é a nova revolução da agricultura moderna, uma tendência que promete mudar a forma com que os agricultores gerenciam a fazenda por meio de diversas tecnologias que possibilitam ações mais assertivas. A digitalização está ganhando importância e permitindo uma tomada de decisão mais precisa e rápida nas propriedades agrícolas. Diante deste cenário, a Bayer fará exposição de dois drones que ajudam a montar um banco de dados para o agricultor,

Bayer leva tecnologia para a lavoura  »

Mistura de defensivos agrícolas em tanque avança para regulamentação

O setor produtivo e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estão debatendo em conjunto a regulamentação da mistura de defensivos agrícolas em tanque. Apesar de 97% das aplicações utilizarem a técnica no Brasil, ela ainda não é regulamentada. O dado é de uma pesquisa de 2015, realizada pelo doutor em Agronomia e pesquisador na área de manejo de plantas daninhas da Embrapa, Dionízio Gazziero.

“A mistura em tanque, segundo estudos jurídicos, não seria proibida para o agricultor. Mistura de defensivos agrícolas em tanque avança para regulamentação  »