Carta de manifestação da SBCPD quanto ao uso de agrotóxicos.

Os defensivos agrícolas ou agrotóxicos são sem dúvida alguma, aliados importantes para o controle de pragas, doenças e plantas daninhas, variáveis que podem afetar intensamente a produtividade agrícola. Estes produtos resultam de pesquisa científica realizada por mais de 10 anos e muito investimento. É através do seu uso correto que a agricultura mundial garante a segurança alimentar no mundo.

A Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD) vê, de forma positiva, as preocupações da sociedade com a segurança e qualidade dos alimentos colocados à mesa e com a preservação dos recursos naturais. Nos últimos anos várias manifestações foram feitas com relação ao uso de agrotóxicos, mas em que se pese o direito legítimo de todo cidadão a se manifestar sobre qualquer assunto, é importante ter conhecimento do objeto de crítica e a voz da ciência deve merecer o respeito, não só pela isenção, mas também pelo conhecimento que acumula ao longo dos tempos, em observações sistemáticas e criteriosas.

Neste último mês tivemos o exemplo da tentativa de proibir novos registros de produtos com os ingredientes ativos glifosato, abamectina e tiram. Felizmente, o desembargador do TRF-1 derrubou esta liminar, pois considerou que a suspensão dos registros dos produtos causaria lesão à ordem pública, por tirar as substâncias do mercado de maneira “abrupta, sem a análise dos graves impactos que tal medida trará à economia do país e à população em geral”. Vale lembrar que o plantio direto, considerado como um sistema de produção dentro dos princípios de agricultura de baixo carbono depende bastante do uso de glifosato. O glifosato é um dos herbicidas mais utilizados no controle de plantas daninhas no Brasil e no mundo, existindo mais de 150 marcas comerciais e tem sido utilizado no meio agrícola por mais de trinta anos.

Algumas questões precisam ser respondidas quando se pensa na questão do uso de agrotóxicos, tais como: a) o que aconteceria com a produção agrícola do mundo, especialmente do Brasil, se o uso dos agrotóxicos fosse proibido?; b) quais seriam os impactos dessa medida nos custos dos produtos agrícolas, a população estaria disposta a pagar?; c) haveria impacto de tal medida na segurança alimentar?; d) a avaliação de risco do uso de determinado agrotóxico justifica sua proibição?

Proibições no uso de agrotóxicos de maneira abrupta provocaria um prejuízo incalculável para a agricultura brasileira e mundial. Tais proibições, se ocorrerem, precisam se basear em dados puramente científicos e reproduzíveis. A SBCPD acredita nos seus pesquisadores em busca de mais informações sobre o correto uso e impactos possíveis dos herbicidas no Brasil e ratifica seu compromisso maior com a produção sustentável de produtos agrícolas.

 

Att.

 

Profa. Dra. Patricia Andrea Monquero

 

Presidente da SBCPD